sábado, 6 de junho de 2009

Olha a minha serpente

Reparem nos textos.
Aguçadora vem do Grego “buraco de aguça” onde a Pelamis fazia o ninho para manter o tacho, a Pelamis era do PSD um grupo aliado ao BPN e BPP além de uma construtora civil que investia onde não existia PDM, o seu presidente era dois em um e reinava a ordem da serpente que do grego quer dizer Pelamis, era a ordem da cobra cuspidela, muito venenosa cheia de lacaios que ora eram PS ou PSD, outros até eram travestis e mudavam de cor mediante a direcção do vento.
Em Aguçadora perto de Leixões um médico rei nu fazia casas de banho que nunca acabava porque ecologicamente levava assim as pessoas e banhistas a estrumar as dunas do seu reino criando grande conforto às pessoas, o rei vizinho fazia castelos na areia, grandiosos e juntos uns aos outros para que as areias da praia não ficassem sujas e ocupadas pelos veraneantes, tudo por causa da ordem da Pelamis a ordem secreta PSD que odiava outra ordem ainda mais secreta, a ordem PS cujo rei era o Socretino que espalhava PCs pelas criancinhas que ainda não tinham sido abusadas ou que não pertenciam à Casa Pia, no meio desta luta inventaram a liberdade de cinco minutos de quatro em quatro anos ou seja cinco minutos de liberdade para escrever uma cruz no próximo rei ou ditador, mas, neste reino, aconteceu que deixaram de querer cinco minutos de liberdade para escolher o próximo rei ou ditador e ninguém apareceu para votar deixando a Pelamis preocupada e o povo de Aguçadora e reinos vizinhos.
As obras anunciadas estavam em causa, as inaugurações de teatros e parques ambientais também entre outras como painéis solares para todos, o povo não votou, e, quem ganhou perdeu.
Podem pensar que este texto é brincadeira.
Reparem no e-mail que recebi: PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO.
A Pelamis vem do Grego não se esqueçam não escreveu isto em Tóquio…
VOTA EM BRANCO E PROTEJE-TE DESTA CAMBADA!
Os clientes do BPP pediram desculpa ao ministro, a seguir viram o traseiro para ele e outros, cambada de merda!
Maria José Morgado afirma para denunciarem anonimamente o que sabem!
Eu posso fazer figura triste cá na terra, mas, sim, sou melhor que vocês seus carneiros de merda, sabem das merdas e calam-se, vêm e ocultam a verdade, ao menos sou nadador salvador qual Cego do Maio, já salvei até a galinha da minha vizinha que sofria de hemorróides, nem isso vocês fazem!
O TAL TEXTO DA PROVA DE AFERIÇÃO DO ENSINO BÁSICO:
A electricidade que vem das ondas
Os portugueses vão ser os primeiros a
utilizar electricidade produzida a partir
de energia do mar.
Ao longe, parece mesmo uma gigantesca serpente vermelha, a ondular à
superfície do oceano Atlântico. Até tem nome de cobra – Pelamis, a serpente dos
mares –, mas é uma máquina que transforma a energia das ondas em electricidade.
Como é isto possível? É que o ondular do oceano faz trabalhar um gerador,
que converte o movimento das ondas em energia eléctrica. E Portugal é o primeiro
país do mundo a ter máquinas deste tipo a funcionar.
Para já, o Parque de Ondas Pelamis, localizado a cinco quilómetros da Praia da
Aguçadora, perto de Leixões (no Norte do país), ainda está a ser experimentado.
Mas, se tudo correr bem e a Pelamis resistir às tempestades do Inverno, no
próximo ano, mais de mil famílias vão poder acender a luz, ligar o computador e
ver televisão com energia das ondas atlânticas.
O melhor de tudo é que esta electricidade é limpa e renovável. Ou seja, por um
lado, não é preciso emitir dióxido de carbono (o gás responsável pelo aquecimento
global) para a produzir e, por outro lado, a ondulação marítima não se gasta, pode
ser usada indefinidamente. Será esta mais uma fonte energética do futuro?

Texto de:
Alexandra Rosa, Visão Júnior, Janeiro 2009 (texto adaptado)
Até parece um texto escrito por aquele que diz que Pelamis vem do Grego serpente. Não me fodam que ainda vou lavar a loiça.



3 comentários:

Anónimo disse...

Eu voto em branco contra as Pelamis instaladas no poder:)

rouxinol de Bernardim disse...

Póvoa do Mar, tão morena
O sol sempre a te abrasar
A "grana" é quem mais ordena
Na Póvoa sempre a mandar...

apedroribeiro disse...

Eu voto em ti, Maria da Terra, contra o Macedo, o Aires e o Penedo. Ou então fazemos uma coligação.